Entenda a importância da avaliação da qualidade do ar de interiores em ambientes climatizados

Publicado em: 11/09/2019

São vários os motivos que justificam o investimento em tecnologia para se obter o melhor padrão quando o assunto é qualidade do ar no ambiente de trabalho e em vários tipos de ambientes climatizados, como em Shopping Centers, feiras de exposição, etc. Porém, você que acompanha as postagens aqui no blog sabe que não basta apenas querer um local com ar de qualidade, é preciso estudar vários aspectos para garantir um bom resultado nesse quesito. É justamente dentro desse cenário que a avaliação da qualidade do ar mostra sua importância.

Caso nunca tenha ouvido ou lido sobre o assunto, não tem problema. A gente explica em detalhes no post de hoje, aqui no blog da AirLink. Continue lendo o conteúdo e não deixe de enviar seu comentário com dúvidas sobre o assunto.

Avaliação da qualidade do ar em ambientes climatizados

Como o próprio nome já indica, a avaliação da qualidade de ar em ambientes climatizados tem como função principal medir o nível do ar em um determinado local que possui climatização artificial, como por aparelhos de ar-condicionado. Trata-se de um estudo, um detalhamento sobre diversos aspectos do ar. Alguns fatores que são analisados:

  • Temperatura.
  • Umidade.
  • Velocidade.
  • Quantidade de dióxido de carbono.
  • Presença de fungos patogênicos.
  • Toxigênicos.
  • Outras substâncias nocivas à saúde.

Importante ressaltar que a análise microbiológica é um dos elementos mais importantes dentro de qualquer avaliação da qualidade do ar. E tem um bom motivo para isso: é essencial preservar um ar livre de substâncias que possam fazer mal às pessoas. Inclusive, há uma legislação específica que trata do assunto.  A Lei 13.589/2018 determina a existência de um PMOC em todos os edifícios que possuem ambientes climatizados. PMOC é a sigla para Plano de Manutenção, Operação e Controle.

O texto prevê, no Art.3 que “parâmetros de qualidade do ar em ambientes climatizados artificialmente, em especial no que diz respeito a poluentes de natureza física, química e biológica, suas tolerâncias e métodos de controle, assim como obedecer aos requisitos estabelecidos nos projetos de sua instalação”.

Também vale a pena ressaltar que a avaliação da qualidade do ar de interiores de ambientes climatizados considera algumas normas especiais da ANVISA e ABNT, como a Resolução n.9 de 2013 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária que trata de Padrões Referenciais de Qualidade de Interior.

Como garantir a qualidade do ar em um ambiente climatizado?

A primeira medida a se tomar é contar com equipamentos adequados para tal, como aparelhos de ar-condicionado modernos e especialmente selecionados de acordo com as necessidades do ambiente, como em relação ao espaço disponível. Além disso, é fundamental realizar a manutenção dos mesmos de tempos em tempos, principalmente no que diz respeito aos elementos filtrantes.

Verificar periodicamente a conservação e necessidade de reposição dos filtros de ar-condicionado é um trabalho que faz toda a diferença para garantir a qualidade do ar. Isso acontece porque os filtros têm um papel crucial para reter partículas nocivas à saúde das pessoas.

A AirLink trabalha com linhas completas de filtros, mantas filtrantes, equipamentos para filtragem e diversas outras soluções que interferem diretamente na qualidade do ar de ambientes climatizados.  Quer saber mais sobre os produtos, preços e condições? Entre em contato hoje mesmo com nosso time comercial! CLIQUE AQUI para enviar seu e-mail. Caso prefira telefonar, são dois números disponíveis: (11) 5812-0013 e 5667-7089.

Crédito: fizkes / Tipo de licença: Royalty-free / Coleção: iStock / Getty Images Plus

confira os depoimentos de quem confia na airlink filtros

" A MASSTIN ENGENHARIA E INSTALAÇÕES, agradece a AIRLINK FILTROS pela qualidade dos produtos e serviços prestados".

ADRIANA ASSUNÇÃO

"Nós da TAM AVIAÇÃO EXECUTIVA estamos satisfeitos com os serviços prestados pela empresa AIRLINK FILTROS, sinônimo de qualidade e compromisso com o cliente".

Cristiano de Oliveira Rischiotto